мãє

1° Mês Lunar – A Viagem começou…

Posted on: 09/08/2007

 

Citação

No ventre da mãe bate um coração

 
A Gravidez Semana a Semana
 
Vamos apresentar um guia da gestante que traz informações sobre você e seu bebê durante toda a gestação, semana a semana.

Lembre-se sempre que cada bebê se desenvolve de uma maneira única, sua gravidez não será igual de sua amiga, por exemplo. São informações generalizadas do que normalmente ocorre em cada período da gestação. Nunca substitua sua consulta médica baseando-se somente às orientações deste guia. Use o guia para complementar a consulta com seu médico.

Por que sua conta nunca bate com a conta do médico?

O médico começa a contar desde o primeiro dia do último período menstrual (quando a mulher não sabe dizer o dia exato da concepção), ou seja, provavelmente duas semanas antes do óvulo ter sido fecundado. O cálculo também é feito por semanas, ao invés de meses. Por exemplo, 4 semanas é igual a 28 dias, que resulta em um mês lunar. Diferente de um mês que você está acostumada, que em geral tem 30 ou 31 dias, o que dificulta a contagem. Portanto, para este serviço iremos considerar que a gravidez dura em média 280 dias ou 40 semanas.

O pré-natal é muito importante para que se tenha uma gravidez tranqüila e um ótimo desenvolvimento do seu bebê. A primeira consulta acontece quando você ainda suspeita da gravidez e segue por acompanhamento mensal, quinzenal a partir de 32 semanas, e semanal a partir de 38 semanas se tudo ocorrer sem problemas.

Conhecer as transformações e sintomas que ocorrem no seu corpo durante a gravidez é estar preparada para viver essa fase segura e tranqüila.

ATENÇÃO! A medida do bebê dentro da barriga da mãe, que será informada aqui, é a media feita da cabeça do bebê até o bumbum (céfalo-caudal), pois o bebê permanece o tempo todo encolhido e forma de "C".

1° Mês Lunar
 
1ª semana

A primeira semana é a semana da sua última menstruação, já que o médico não consegue saber com exatidão o dia da concepção.

A ovulação, ou seja, a liberação do óvulo pelo ovário, ocorre 14 dias antes da próxima menstruação. Em ciclos menstruais de 28 dias, ocorre na metade.

Assim, o corpo começa a se preparar para receber um novo óvulo que poderá ser fecundado. Dentre as modificações maternas, o endométrio, camada mais interna do útero, prolifera para receber o ovo (óvulo fecundado) e o muco cervical torna-se menos consistente, facilitando a passagem dos espermatozóides através do colo uterino No dia da ovulação, o corpo pode ter sua temperatura elevada em 1°C. O óvulo liberado pelo ovário migra para a trompa.

O melhor é planejar a vinda do bebê, pois assim poderá evitar o uso de fumo, drogas, bebidas e anticoncepcionais no início da gravidez que podem trazer prejuízos ao desenvolvimento do bebê, preparando o seu corpo para que receba o embrião da melhor forma possível.

A importância do planejamento da gravidez

Existem ações que são feitas antes mesmo da gravidez começar que ajudam na prevenção de doenças.

Uma delas é a ingestão de ácido fólico três meses antes da concepção e no primeiro trimestre da gravidez. Essa atitude traz maiores benefícios para o fechamento do tubo neural do bebê e previne contra a chamada anemia macrocítica. O ácido fólico é encontrado em alimentos como brócolis, espinafre, gema de ovo, fígado, feijão, peixes, mas em quantidades insuficientes para suprir as necessidades da mulher que deseja engravidar.

Se o tubo neural não se fechar completamente provocará defeitos na coluna vertebral e problemas no desenvolvimento neurológico do bebê. A ultrassonografia de 2º trimestre é importante no diagnóstico de patologias associadas ao fechamento do tubo neural.

Às vezes só com alimentação a ingestão de ácido fólico não é suficiente. Seu médico saberá te indicar a dose certa.

2ª semana
 

A fecundação, isto é, o encontro do óvulo com o espermatozóide, ocorre ao fim da segunda semana geralmente na trompa.

Um único espermatozóide, de milhares contidos no sêmem do homem, é capaz de fecundar o óvulo. Nesse momento, as características físicas do seu bebê são definidas como a cor dos olhos e cabelo, sexo e estatura.

O ovo ou zigoto, como o óvulo fecundado é denominado, passa a se dividir em milhares de células enquanto se dirige ao útero que se prepara para recebê-lo tornando-se mais espesso.

Álcool
O álcool usado excessivamente durante a gravidez traz sérios prejuízos ao desenvolvimento do seu bebê.

Uma mãe alcoólatra pode causar no seu bebê a "Síndrome fetal pelo álcool", que tem como seqüela o retardo mental.

Bebida alcoólica para a mamãe é desaconselhável.

 
3ª semana

Nesta semana o zigoto se implanta no endométrio (revestimento do útero) podendo ocorrer um pequeno sangramento que não prejudica a gravidez ou um corrimento vaginal intenso.

O zigoto continua a se multiplicar e desenvolver rapidamente. A partir do momento em que se implanta no útero, começa a formação da placenta.

A placenta alimenta o bebê durante toda a sua estadia dentro do útero. Ao fim da gravidez, esta pode chegar ao peso de 400g.

Se a mãe pudesse ver esse pequeno aglomerado de células, o tamanho seria de uma cabeça de alfinete.

Nenhum sintoma é sentido pela mãe ainda. Só uma mulher que conhece muito bem seu corpo e estiver muito atenta a qualquer sintoma diferente saberá que está grávida.

Cigarro
Ficar longe dos cigarros e de pessoas fumantes é a melhor opção da futura mamãe. Os cigarros além dos prejuízos para a mamãe podem causar aborto, partos prematuros e baixo peso ao nascer, mesmo que o bebê não seja prematuro.

Precisa de mais para ficar longe dos cigarros? Claro que não.

 
4ª semana

A menstruação esperada não aparece. Aqui a suspeita da gravidez começa. Alguns sintomas podem começar, tais como seios doloridos e inchados, escurecimento da aréola, cansaço, sonolência e náuseas.

O zigoto mede um pouco mais de 1mm. Ele começa a se dividir em três tecidos diferentes (folhetos germinativos):

– ectoderma – que futuramente será pele, cabelos, olhos, esmalte dos dentes e sistema nervoso

– mesoderma – se transformará em esqueleto, músculos, rins, coração e vasos sangüíneos

– endoderma – formará os pulmões, fígado, sistema digestivo e o pâncreas.

A placenta ainda se desenvolve. Ela trará oxigênio e nutrientes para o embrião, além de produzir os hormônios da gravidez (progesterona e estrogênio). Ela está ligada ao embrião pelo cordão umbilical, em formação como a rede vascular, que fará trocas com o sangue materno.

Ao fim dessa semana, o zigoto apresentará também um tubo neural (que será o sistema nervoso), notocorda e intestino primitivo (arquêntero). O embrião estará alojado na parte superior do útero envolvido por uma bolsa cheia de líquido amniótico chamada de saco gestacional, que o protegerá de traumas e infecções até a 12ª semana ou 3 meses.

O líquido anmiótico se renova a cada seis horas e chega a 1 litro ao fim da gravidez.

Confirmação
A confirmação da gravidez pode ser diagnosticada através de exames de urina ou de sangue.

Todos têm grandes probabilidades de acerto, mas o exame de sangue é o mais precoce e confiável (a partir de 15 dias da concepção).

Tanto na urina como no sangue é identificado o hormônio gonadotrofina coriônica que só a placenta produz.


* A imagem do feto retirei do space abaixo.
 
*As informações sobre a ‘Gravidez Semana a Semana’ retirei do site abaixo através de pesquisa na internet.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: